Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: A vida com razão emoção e loucura  (Lida 1728 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Blondie Power
Visitante
« em: 26 de Maio de 2004, 18:57 »


Três arcanos maiores entraram num bar escuro e lotado: o Hierofante, o Mágico e o Tolo. Eles se sentaram numa mesa e Temperança lhes serviu mai-tais enquanto uma Emperatriz já um pouco alta saudava cada um com um grande abraço e beijo. O Tolo não conseguiu deixar de notar uma mulher vestindo uma túnica, sentada num dos cantos. Em frente a ela estava uma grade caixa marrom, dentro de uma esfera brilhante de luz branca flutuando sobre a mesa.

"O que é aquilo?!" exclamou o Tolo, maravilhado.

"Aquilo", disse o Diabo sentado no fim do balcão, enquanto acendia outro cigarro, "aquilo é viciante."

Os três arcanos maiores decidiram se aproximar e olhar de perto. A mulher apresentou-se simplesmente como a Alta Sacerdotisa. O Mágico notou que a caixa tinha uma porta fechada em sua face superior, e comentou com seus amigos.

"O que há dentro?" perguntou o Hierofante.

"Vida", respondeu a Alta Sacerdotisa.

"O que é vida?" questionou o Mágico.

"Ah", suspirou a Estrela, melancolicamente, "não é nada que você queira que ela seja."

"Eu gosto disso", disse o Tolo.

O Mágico olhou na superfície da mesa em frente à Alta Sacerdotisa e viu setenta e oito cartas espalhadas. Antes que ele pudesse abrir a boca, a Sacerdotisa disse: "Chaves."

"Ahhh", deduziu o Mágico, "estas chaves abrem o caminho a vida. Eu posso imaginar como funciona!"

"Tome cuidado", avisou a Lua, "as coisas nem sempre são o que parecem."

"Eu destrancarei a caixa!", declarou o Hierofante.

O Hierofante tirou o Mágico do caminho e se sentou à mesa. "Estas chaves", iniciou o Hierofante, "são ferramentas e instrumentos da minha fé. Se eu dispô-las de acordo às minhas crenças, eu certamente destrancarei a caixa."

"Isso!" gritou a Força, "crença certamente funcionará!"

"Eu gosto disso", disse o Tolo.

Então o Hierofante começou a dispor as cartas conforme suas crenças e lentamente começou a construir uma torre em volta da esfera de luz, positivo na sensação de que ela agiria como um condutor, focalizando as energias de sua fé, e que tal poder destrancaria a caixa. Ele levou algum tempo para escolher e organizar as cartas corretamente e, depois de três horas, ele finalmente posicionou a última carta.

Bum! Houve um ruidoso estrondo e um clarão de luz. A torre de cartas explodiu e todas cartas caíram no chão.

O Mágico riu e tirou o Hierofante do caminho para tomar seu lugar. "Estas chaves", iniciou o Mágico, "são ferramentas e instrumentos de meus pensamentos. Se eu dispô-las de acordo aos sistemas que estruturei em minha mente, eu certamente destrancarei a caixa."

"Isso!" gritou o Imperador, "uma ordem sistemática certamente funcionará!"

"Eu gosto disso", disse o Tolo.

Então o Mágico começou a dispor as cartas conforme suas idéias em três pequenas pilhas em volta da esfera de luz, positivo no raciocínio de que se ele equilibrasse a combinação correta elas focalizariam as energias de sua razão, e que tal poder destrancaria a caixa. Ele levou algum tempo para escolher e organizar as cartas corretamente e, depois de três horas, ele finalmente posicionou a última carta.

Bum! Houve um ruidoso estrondo e um clarão de luz. A configuração de cartas explodiu e todas cartas caíram no chão.

O Mágico meneou sua cabeça e se levantou, dando espaço para que outra pessoa tentasse.

O Tolo deu um passo adiante e recolheu todas cartas do chão.

"Eu gosto disso", disse o Tolo, e ele colocou as cartas em sua mochila.

O Tolo então se inclinou à frente, estendeu seu braço, abriu a porta da caixa, e dentro dela caiu.

O Mágico e o Hierofante fitaram um ao outro em surpresa e então retornaram o olhar à Alta Sacerdotisa. Ela sorriu e pronunciou: "Eu não disse que ela estava trancada."
Registado
coelho_buda
Comedor de cenouras extraordinário
Mensanos
Ícone
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 2.385


chaos ab ordo, ordo ad chaos


« Responder #1 em: 26 de Maio de 2004, 19:18 »


Palmas Venerar De orelha a orelha
Registado

cave et aude
O bem grita. O mal sussurra., pr. bali.
O bem fala num sussurro, o mal grita., pr. tibet.
O lado contrário tem um lado contrário, pr. jap.
veritatem ad paradoxom
Sísifo
Mensanos Visitantes
Participante Lendário
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 616



« Responder #2 em: 27 de Maio de 2004, 03:05 »


"Eu gosto disso". Piscadela

J.
Registado

"Em tudo quanto faças sê só tu.
.Em tudo quanto faças sê tu todo"
omni
Mensanos
Oráculo
*
Offline Offline

Mensagens: 3.162



« Responder #3 em: 27 de Maio de 2004, 09:06 »


Ás vezes o mais óbvio passa ao lado... Fixe...é como aquelas teorias mirabolantes sobre o universo e as multiplas dimensões que mais se parecem com as fantasias inventadas pelos antigos devido á falta de conhecimento da época numa tentativa de explicar o que se passava á sua volta... Mr. Grin ...imaginação não lhes faltava, hoje em dia a tendência mantém-se existem os novos misticos e desta feita na ciência.
Registado

You don´t play because you get old Rebenta a bolha! you get old because you don´t play.
If you want to stay alive, live, and restart to enjoy living Flores you live as long as you like living.
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Termos de Utilização | Política de Privacidade | F.A.Q. | Admissão | Teste Diagnóstico

SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal