Páginas: [1] 2   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: FATIMIDAS EM PORTUGAL - As Aparições de Fátima  (Lida 4898 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
HS
Visitante
« em: 12 de Julho de 2012, 11:28 »


As minorias islâmicas (xiitas ou fatimidas) que o Mediterrâneo e a Península Ibérica conheceram na Idade Média. A existência de elementos da gnose xiita dos séculos IX-XII nos relatos das visões da Cova da Iria (1917).

Uma estranha encruzilhada.Abre uma pista nova… para Fátima.

Apesar desta ampliação, as investigações são autónomas: poderão descobrir os berberes que invadiram a Península em 711 e entraram em conflito com o Islão, como redescobrir Fátima…à decomposição da teologia xiita (ou fatimida) dos séculos IX-XII por um lado, e das visões da Cova da Iria (1917) por outro. Descobre-se que há uma identidade comum: a toponímia da freguesia de Fátima e elementos etno-históricos referentes a Ourém e a Tomar demonstram que as aparições de 1917 foram uma repetição, porque houve, no espaço da actual freguesia, outras aparições de Fátima, no tempo dos Mouros que eram fatimidas. Deparamo-nos assim com um enigma insolúvel face aos nossos actuais conhecimentos.

 Piscadela
Registado
coelho_buda
Comedor de cenouras extraordinário
Mensanos
Ícone
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 2.385


chaos ab ordo, ordo ad chaos


« Responder #1 em: 12 de Julho de 2012, 14:09 »


Curiosamente a primeira coisa que me veio à cabeça quando li o título deste tópico foi uma mistura de Olimpíadas com Fátima, imaginando os peregrinos em plena marcha para ver quem primeiro chega para se prostrar em abjeta submissão a uma imagem de alucinação em massa.

Peço desculpa mas às vezes o subconsciente tem devaneios que o próprio consciente desconhece.

Quanto ao resto, interessante.
Registado

cave et aude
O bem grita. O mal sussurra., pr. bali.
O bem fala num sussurro, o mal grita., pr. tibet.
O lado contrário tem um lado contrário, pr. jap.
veritatem ad paradoxom
HS
Visitante
« Responder #2 em: 12 de Julho de 2012, 14:26 »


Quanto à cultura Egípcia, Maia,  Aztecas tens algum conhecimento a compartilhar?.... o seu conhecimento matemático, usavam o múltiplo de 2, e na cultura francesa após a revolução Francesa passaram a usar a expressão quatro-vintes em vez de oitenta ou seja (quatre-vingts) etc.

 Ideia
Registado
omni
Mensanos
Oráculo
*
Offline Offline

Mensagens: 3.162



« Responder #3 em: 12 de Julho de 2012, 15:42 »


  - O problema é todos partilharam dos mesmos 10 dedos, aí lembraram-se todos do mesmo!
Registado

You don´t play because you get old Rebenta a bolha! you get old because you don´t play.
If you want to stay alive, live, and restart to enjoy living Flores you live as long as you like living.
Jorge Mota
Mensanos
Profeta
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 4.241


ut praesset noctis


WWW
« Responder #4 em: 12 de Julho de 2012, 19:05 »


www.fenixmutilada.net ...
Registado

Não tenho nada contra gays, desde que não sejam homossexuais...
HS
Visitante
« Responder #5 em: 13 de Julho de 2012, 08:54 »


thanks

  Sorri
Registado
HS
Visitante
« Responder #6 em: 13 de Julho de 2012, 13:50 »


Boa tarde Jorge


Aonde poderei ver uma nota introdutória do Livro Lázaro publicado no Portal?....


 Lena Rola os olhos
Registado
Jorge Mota
Mensanos
Profeta
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 4.241


ut praesset noctis


WWW
« Responder #7 em: 13 de Julho de 2012, 18:32 »


? isso não sei. Ele estava à venda num daqueles sistemas online, não recordo qual.
Registado

Não tenho nada contra gays, desde que não sejam homossexuais...
coquel
VIP
Participante Ancestral
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 820



« Responder #8 em: 13 de Julho de 2012, 19:32 »


Boa tarde Jorge


Aonde poderei ver uma nota introdutória do Livro Lázaro publicado no Portal?....


 Lena Rola os olhos


Serve?

http://www.amazon.com/Lázaro-Portuguese-Edition-ebook/dp/B005WVHGEK

Registado

L'enseignement est le labourage des intelligences, mais toute terre ne donne pas une riche végétation.
Jafar Ibn Charaf
HS
Visitante
« Responder #9 em: 15 de Julho de 2012, 01:07 »


infelizmente já não está válida!,,,

Obrigada na mesma Confuso

Lena
Registado
coquel
VIP
Participante Ancestral
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 820



« Responder #10 em: 15 de Julho de 2012, 04:45 »


<< Si la montagne ne va pas à Mahomet, Mahomet ira à la montagne ... >>

https://www.facebook.com/eliseu.angelo

Registado

L'enseignement est le labourage des intelligences, mais toute terre ne donne pas une riche végétation.
Jafar Ibn Charaf
djx
Mensanos
Participante Lendário
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 614


« Responder #11 em: 15 de Julho de 2012, 15:55 »


http://www.amazon.com/Lázaro-Portuguese-Edition-ebook/dp/B005WVHGEK
Experimenta agora LS
Registado

If you think you’re a genius, that’s great. But you’re not. Even if you are, realise that you aren’t. Even if you actually are, keep it to yourself. Key words here: “Show, don’t tell.”
HS
Visitante
« Responder #12 em: 15 de Julho de 2012, 19:58 »




Percebi o objectivo do livro, há várias formas de passarmos a nossa mensagem, romancear e usar a ironia pode ser uma forma!,,,

Obrigada pelo cuidado!..

Aproveito para te transcrever uma anedota, sobre Lázaro.

Na homilia o Padre pede ao sacristão para iniciar:

Lázaro levanta-te e anda e Lázaro andeu, o Padre ao dar pela gafe, dá-lhe uma cotovelada e o Sacristão dá uma pausa e recomeça;

andou, andou estúpido dois ou três dias, mas depois passou-lhe!.... De orelha a orelha



Registado
HS
Visitante
« Responder #13 em: 16 de Julho de 2012, 08:49 »


<< Si la montagne ne va pas à Mahomet, Mahomet ira à la montagne ... >>

https://www.facebook.com/eliseu.angelo





Merci  Sorriso grande
Registado
phoenix
Participante Regular
*
Offline Offline

Mensagens: 59


« Responder #14 em: 30 de Julho de 2012, 22:13 »


As minorias islâmicas (xiitas ou fatimidas) que o Mediterrâneo e a Península Ibérica conheceram na Idade Média. A existência de elementos da gnose xiita dos séculos IX-XII nos relatos das visões da Cova da Iria (1917).

Uma estranha encruzilhada.Abre uma pista nova… para Fátima.

Apesar desta ampliação, as investigações são autónomas: poderão descobrir os berberes que invadiram a Península em 711 e entraram em conflito com o Islão, como redescobrir Fátima…à decomposição da teologia xiita (ou fatimida) dos séculos IX-XII por um lado, e das visões da Cova da Iria (1917) por outro. Descobre-se que há uma identidade comum: a toponímia da freguesia de Fátima e elementos etno-históricos referentes a Ourém e a Tomar demonstram que as aparições de 1917 foram uma repetição, porque houve, no espaço da actual freguesia, outras aparições de Fátima, no tempo dos Mouros que eram fatimidas. Deparamo-nos assim com um enigma insolúvel face aos nossos actuais conhecimentos.

 Piscadela


Aparições de Fátima? Onde é que estão as provas que demonstram que de facto houve aparições em Fátima? Por que é que parte do princípio que isso são factos consumados? Acredito que houve um fenômeno sociológico em Fátima. Acredito que há pessoas que acreditam que não se trata de uma lenda. É curioso que quando se fala das aparições da Fátima na televisão os jornalistas se esquecem da palavra que devia preceder as aparições. Não seria melhor dizerem as alegadas aparições de Fátima? Isso é jornalismo ou uma forma de promover uma crença religiosa sem o mínimo de sentido crítico associado à profissão por inerência?
Histórias infantis de magia e fantasia. Eu cá por mim prefiro o Senhor dos Anéis.
Registado
Páginas: [1] 2   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Termos de Utilização | Política de Privacidade | F.A.Q. | Admissão | Teste Diagnóstico

SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal